Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \26\UTC 2016

Centro Espírita Campos Vergal

Fachada do Centro Espírita Campos Vergal

Estamos registrando nossa presença junto à Mocidade Espírita Campos Vergal do Centro Espírita Campos Vergal (Rua Allan Kardec, 60, Colônia Santa Isabel, Betim/MG).

Lá estivemos na tarde de sábado, 20 de agosto de 2016, para refletirmos sobre o tema Ação Divina na Evolução.

IMG_0433 a

José Márcio

Agradeço a acolhida fraterna que lá recebemos e as oportunidades de fazer novos amigos e de trabalho com Jesus.

Um forte e fraterno abraço a toda a Mocidade e em especial aos amigos Fred Rivarola, Eliene e Juliano.

José Márcio

Anúncios

Read Full Post »

José Reis Chaves 16082016

José Reis Chaves, respeitado estudioso dos textos bíblicos, mantém uma coluna no Caderno Opinião do Jornal O Tempo, de Belo Horizonte/MG.

Dia 15 deste mês de agosto (2016) publicou o texto intitulado Antes era nascer ‘de novo’, por que hoje é ‘nascer do alto’?

O texto, lúcido e assertivo, é um convite à reflexão em torno das modernas traduções da Bíblia.

Reproduzimos, abaixo, o primeiro parágrafo:

O espiritismo codificado por Kardec é, hoje, a doutrina que mais tem incomodado os intérpretes da Bíblia, pois ela se baseia em interpretações bíblicas racionais, evitando tanto as literais como as alegóricas forçadas, feitas para dar cobertura a doutrinas criadas pelos teólogos e apoiadas pelos imperadores romanos, as quais até receberam influências mitológicas e foram impostas pela força, e não a lógica e o bom senso.

Para continuar lendo acesso o link seguinte:

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/jos%C3%A9-reis-chaves/antes-era-nascer-de-novo-por-que-hoje-%C3%A9-nascer-do-alto-1.1355595

Uma ótima leitura a todos!

José Márcio

Read Full Post »

É com grande alegria que informamos que já está circulando a edição de nº 70 (Agosto/2016) do Jornal Correio Fraterno, órgão de comunicação da Casa de Caridade Herdeiros de Jesus, de Belo Horizonte/MG.

A aludida publicação pode ser acessada, lida e baixada pelo seguinte link:

Jornal Correio Fraterno da CCHJ nº 70.

Uma ótima leitura a todos!

José Márcio

Read Full Post »

Rosa, Fred e José Márcio

Rosa Siqueira, Frederico Rivarola e José Márcio

É com grande alegria que registramos a nossa visita, nos dias 30 de julho e 06 de agosto de 2016, ao Centro Espírita André Luiz (CEAL) – o núcleo assistencial do Grupo Scheilla, de Belo Horizonte/MG.

Lá estivemos, com a turma do Módulo I do Ciclo de Estudos da Doutrina Espírita, para refletirmos em torno dos capítulos X e XI da segunda parte de O Livro dos Espíritos: Das ocupações e missões dos Espíritos e Dos três reinos, respectivamente.

Fomos carinhosamente recebidos pelos companheiros Rosa Siqueira e Frederico Rivarola (foto), a quem agradecemos pelas oportunidades de trabalho com Jesus.

Aos queridos amigos, um fraterno abraço!

José Márcio

Read Full Post »

A Quem pertence o amor?

Palminha

Palminha

Muitos se acham os donos do amor, e por se acharem donos do amor se veem no direito de estabelecer sobre o amor um pleno e total domínio, um profundo controle e uma prática unilateral, pessoal e privada, pilhando egoisticamente o trânsito do amor, como se pudessem aprisioná-lo em estado de propriedade pessoal.

Mas verdadeiramente a quem pertence o amor?

O amor é um sentimento sem face e quando vivido se mantém em constante expansão; não aceita limites, não se dá a restrições e não se adequa a pessoalismos.

O amor sendo múltiplo em si mesmo, torna-se multiplicador por onde passa e, por estar em constante movimento, ao sair de si não perde a sua identidade; assim simplesmente se torna amor coletivo, impessoal, imponderável, indivisível em grandeza, ao mesmo tempo em que se faz multiplicador por essência, passando a possuir em si uma capacidade de partição infinita.

O amor é fonte fecunda e alimentadora que nasce nas cordilheiras dos sentimentos enobrecidos correndo livre pelos terrenos da bondade. Assim, ao se encontrar com os afluentes da esperança constroem juntos, pouco a pouco, o grande rio da fraternidade que se agiganta e se expande na direção do universo infinito.

Mas a quem pertence mesmo o amor? A quem o dá ou a quem o recebe?

Por ser um sentimento filho da liberdade, ele é livre em seu trânsito, leve em seu estado e fluido em sua expansão. Por isso o amor somente pertence ao amor, só podendo ser sentido pelos que amam e percebido por aqueles que o recebem.

Amar e ser amado é um êxtase patrocinado pelo equilíbrio das forças reinantes no campo das afinidades vividas de alma para alma.

O amor sempre se faz presente entre a humildade daquele que doa e o agradecer sem limites daquele que o recebe.

O amor é dinâmico em sua troca, rápido em sua passagem e profundo em sua sensibilidade e, por ser assim, o amor é parte do amor, fruto do amor; o amor é do amor, não se tornando jamais propriedade exclusiva de ninguém.

Nenhuma frase define melhor as dinâmicas do amor, qual seja aquela expressa por Jesus, o Mestre por excelência, “(…) Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças. E o segundo Eu vos dou e é semelhante a este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes”.

Somente existirá amor quando o sentimento que há em mim passar a verter constante em tua direção; se o amor parar em ti, estacionar, deixará de ser amor em ti, pois perderá a sua essência pela falta da expansão que produz trocas sem limites.

Por isso jamais permitas tornar-te o carcereiro do amor, na ilusão de que o tenhas aprisionado nas celas de teu egoísmo.

O meu, o teu, o nosso amor não nos pertence, por isso ele precisa sempre ser transferido ao próximo, pois quanto mais intercambiamos o amor, mais amor possuímos, mais amor sentimos e mais amor teremos para doar!

A quem mesmo pertence o amor?

Paz e muitas alegrias!

A Quem pertence o amor?, por Palminha (Espírito); Médium: Jairo Avellar; Belo Horizonte/MG, 04 de agosto de 2016.

Read Full Post »

Espírito olímpico

Espírito Olímpico

O “Espírito Olímpico” marca o ideal de congraçamento entre os povos através do esporte. É quando uma infinidade de atletas de altíssimo nível, localizados nas mais variadas especialidades, se unem pela competição, em busca da supremacia, nas diversificadas modalidades esportivas.

Desta maneira, lutam, de forma individualizada ou coletiva, em busca dos louros que contemplam os vitoriosos, simbolizado pelas tão sonhadas medalhas, e entre elas o ouro olímpico, marco maior a laurear as mais expressivas conquistas.

O Brasil abre as suas portas ao mundo, recebendo os irmãos queridos, companheiros a representar as mais diferentes etnias, e que aqui se encontram reunidos para renhidas disputas.

Com certeza, serão dias de grandiosas competições, espetáculos de muita preparação, entrega, capacidade, força, dedicação e aplicação incondicional.

Teremos dias brilhantes, momentos excepcionais marcados por grandes disputas que deixarão o solo brasileiro ainda mais enobrecido, orvalhado pelo suor a ser vertido nas disputas e no esforço incondicional indo muito além das próprias resistências.

Por vezes campos, quadras, piscinas e tatames, serão banhados pelas lágrimas incontidas vertidas pela tristeza do insucesso, pelas decepções das derrotas, ou por vezes, pelas explosões de alegrias obtidas no êxtase glorioso das vitórias.

Alma querida, saibamos receber o “Espírito Olímpico”. Assim estenda a ele toda a nobreza de teu coração verde e amarelo tocando-o com a tua paz e com as tuas muitas alegrias.

Sejamos hospitaleiros, sejamos cristãos!

E assim, torça, grite, se permita empolgar, se manifeste, deixe que o teu coração se envolva em cada competição com entusiasmo e muito carinho, e não deixes de passar aos nobres atletas o calor febril e amigo desse coração, hoje brasileiro.

Alma querida, nestes dias façamos também uma olimpíada particular, e nela sejamos todos campeões, todos medalhistas, ouro olímpico, recordistas no grande esporte da Fraternidade.

Iniciemos então pelo salto de qualidade em nossas vidas, avancemos pelos cinquenta metros rasos, indo na direção das crianças que nos estendem as mãos pela fome.

Agora é momento para nocautear o frio, através de certeiros golpes do cobertor amigo, o arremesso de boas vibrações de amor e de muitas alegrias na direção dos que sofrem pelo abandono e pelo esquecimento.

Façamos o gol de placa, nos abraçando como irmãos, amando, perdoando, confraternizando, e levando aos nossos lares o verdadeiro “Espírito Olímpico”.

Alma querida, tenha certeza de que nestes dias tão luzidios, Jesus estará nos aplaudindo de pé, presente na grande arquibancada da vida, incentivando-nos na maior das competições, a Olimpíada da paz mundial!

Paz e muitas alegrias!

Espírito olímpico, por Scheilla (Espírito); Médium: Jairo Avellar; Itaúna/MG, 1º de agosto de 2016.

Read Full Post »

Cartaz EMEJ CCHJ

O projeto Divulgando a Doutrina Espírita, com José Márcio, tem as seguintes palestras agendadas para o mês de agosto de 2016:

Dia 03, quarta-feira, 20h00, na Casa de Caridade Herdeiros de Jesus (Rua Sete Lagoas, 274, Bonfim, Belo Horizonte/MG), com o tema: As leis morais e a casa mental;

Dia 06, sábado, 08h30, na Casa Espírita André Luiz/Grupo Scheilla (Rua Rio Pardo, 120, Santa Efigênia, Belo Horizonte/MG), com o tema: Os três reinos;

Dia 16, terça-feira, 20h00, na Fraternidade Espírita Lázaro (Rua Urutu, 130, Fernão Dias, Belo Horizonte/MG), com o tema: A parábola da figueira estéril;

Dia 20, sábado, 16h00, no Centro Espírita Campos Vergal (Rua Allan Kardec, 60, Colônia Santa Isabel, Citrolândia, Betim/MG), com o tema: Ação divina na evolução;

Dia 21, domingo, 9h00, no Centro Espírita Oriente/Grupo Scheilla (Rua Aquiles Lobo, 52, Floresta, Belo Horizonte/MG), com o tema: Disciplina doméstica;

Dia 22, segunda-feira, 20h00, no Centro Espírita Oriente/Grupo Scheilla (Rua Aquiles Lobo, 52, Floresta, Belo Horizonte/MG), com o tema: Não se pode servir a Deus e a mamon;

Dia 24, quarta-feira, 20h00, no Grupo Espírita Esperança (Rua Maria Luiza Novais, 73, Camelos, Santa Luzia/MG), com o tema: Jesus e Zaqueu; e,

Dia 28, domingo, 19h00, na Fraternidade Espírita Glacus (Rua Walter Diegues Peres, 68, Ingá, Betim/MG), com o tema: Lei de justiça, amor e caridade.

No dia 27, sábado, 18h00, na Casa de Caridade Herdeiros de Jesus (Rua Sete Lagoas, 274, Bonfim, Belo Horizonte/MG), seminário com o tema: Mediunidade e reuniões mediúnicas.

Nos dias 05, 12, 19 e 26, sextas-feiras, 19h45, também na Casa da Caridade Herdeiros de Jesus (Rua Sete Lagoas, 274, Bonfim, Belo Horizonte/MG), com o Grupo de Estudo Minucioso do Evangelho de Jesus (EMEJ) “Honório Onofre de Abreu”. Serão estudados, respectivamente: O Evangelho segundo Mateus, capítulo 4, versículos 10, 11, 12 e 13.

Agende-se! Participe!

Read Full Post »