Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \26\UTC 2015

Nosso compromisso

Scheilla

Scheilla

Silenciemos as nossas mentes por alguns instantes, tranquilizando-nos por inteiro, guardemo-nos na fé colocando as nossas mentes ao dispor das ondas benfazejas da fraternidade.

Carreguemos os nossos corações com harmonia e paz, sentindo a suavidade dos doces eflúvios da alegria cristã.

Aqui trovejam os canhões a reproduzir a dureza dos corações humanos, indicando o quanto ainda temos a avançar rumo a fraternidade universal.

Ali, estão outros homens, todos promovendo dantescos espetáculos de desonestidade e desamor coletivo, todos eles sinalizando o quanto ainda teremos que avançar nos rumos das conquistas interiores, onde as linhas de caráter venham a fazer vincos profundos para que possa alojar a nobreza interior.

Acolá, filhos queridos enlanguescem de fome, tiritam de frio, pés descalços, desnudos, carregando consigo incertezas, medos e insegurança plena, vítimas da impiedosa ganância de alguns. Estas são questões que acena ao bom senso, nos chamando a atenção acerca do nosso papel perante o nosso próximo em necessidades, convidando-nos ao caminho do trabalho, da solidariedade e da fraternidade, roteiro certo para o alavancamento de nossos sentimentos superiores.

Aqui, ali, acolá, temos visto as irresponsabilidades sobejarem em todos os campos da experiência terrena, as drogas avassaladoras, o álcool destruidor dizimando vidas sem conta, entristecendo, enlutando, solapando as esperanças, ceifando a confiança de muitos, e atirando corações maravilhosos ao lodaçal do pessimismo e da descrença.

A vida nestes trechos pesados da evolução, nos convida a profundas reflexões quanto ao momento agudo que humanamente atravessamos, creia, contudo que estes instantes são importantes para os projetos superiores naquilo que diz respeito a evolução humana.

Alma querida, busca sem mais delongas resguardar-te na fé, nos comportamentos enobrecedores, confiante de que após as madrugadas invernais e gélidas, surgirão novas manhãs como convites vivos a renovação das esperanças e ao trabalho de doação sem tréguas, um despertar novo em cada coração com vistas a sublimidade do amor.

Alma querida, nestes momentos ainda gélidos, evita cerrar fileiras com a horda pessimista, abstenha-te de voar com os corvos de mau agouro, e em momento algum te permitas sair à caça como as feras que prazerosamente aguçam seus caninos vorazes. Assim, com fé, procuras centrar em tuas convicções como um verdadeiro espírita. Erga-te todos os dias em prece, e procura a Jesus; Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. (Mateus, 11: 28-30).

É tempo de Jesus, tempo de fé, tempo de harmonização, tempo dos fortes, tempo dos humildes, tempo daqueles que estejam dispostos a hastear bem alto a bandeira vigorosa de “Deus, Cristo e caridade”, tempo de fraternidade, tempo para espíritas verdadeiros.

Alma querida, otimismo, otimismo e otimismo, confiantes de que Jesus continua no leme a conduzir com segurança a embarcação planetária rumo a uma Nova Era, onde das cinzas, erguer-se a como uma fênix em forma de luz, e surgirá então um grande clarão anunciando a chegada de um novo mundo.

Alma muito querida, cerremos fileiras, saibamos enfrentar os desafios que o momento nos propõe, ofertando decididamente a nossa parcela de colaboração em forma de trabalho fraternidade, solidariedade e muito otimismo. Lembra-te de que a grande flâmula da Fraternidade tremulará vencedora nos corações daqueles que abraçam em si a causa do Cristianismo Redivivo.

Paz e alegrias.

SCHEILLA (Espírito)

Belo Horizonte(MG), 20 de junho de 2015. Casa de Caridade Herdeiros de Jesus. Reunião Mediúnica do Grupo Legionários de Maria. Médium: Jairo Avellar.

Anúncios

Read Full Post »

XXI COMECS 8

Realizou-se, em Cataguases/MG, neste final de semana, 19 e 20 de setembro de 2015, com o tema central EVANGELHO – O SOL DA IMORTALIDADE, a XXI COMECS – Confraternização das Mocidades Espíritas de Cataguases e Sub-Região.

Lá estive acompanhando o amigo Jairo Avellar. Como foi bom ver e sentir o movimento espírita de Cataguases e região vibrante, organizado e orientado pelos verdadeiros pressupostos espíritas-cristãos: a caridade e o amor!

A evangelização infantil, as palestras realizadas e as oficinas desenvolvidas fizeram do encontro uma verdadeira confraternização das mocidades e trabalhadores espíritas com Jesus, o Divino Amigo.

Sensibilizado pelo clima fraterno e em minha primeira participação na COMECS, não pude deixar de notar a emoção que o quadro mural de fotos despertou em companheiros tão experimentados como o Jairo (Avellar) e a Margareth (Pereira) ao recordarem o primeiro encontro ocorrido nos idos de 1994.

É assim quando se trabalha para e com Jesus: as vibrações e os laços da amizade sincera se perpetuam!…

Aos(Às) companheiros(as) e novos(as) amigos(as) de Cataguases, nosso muito obrigado pela acolhida, pelo carinho e pela oportunidade de trabalho e aprendizado!

Um fraterno abraço a todos(as) e até a XXII COMECS!!!

José Márcio

A seguir, os registros do encontro:

XXI COMECS 3

XXI COMECS 4

XXI COMECS 5

XXI COMECS 6

XXI COMECS 7

XXI COMECS 10

XXI COMECS 11

XXI COMECS 2

XXI COMECS 9

Read Full Post »

Semana Espírita CCHJ 2015

Read Full Post »

Fachada do Grupo Espírita Zenóbio Miranda, de Carandaí(MG)

Fachada do Grupo Espírita Zenóbio Miranda, de Carandaí(MG)

Visitamos, no sábado, 5 de setembro, o Grupo Espírita Zenóbio Miranda, na cidade de Carandaí(MG), feliz ocasião que a Providência Divina nos concedeu para aprender, fazer novos amigos e servir.

Fomos muito fraternalmente recebidos e acolhidos pelo Irmão Francisco e sua equipe, sinceros(as) trabalhadores(as) do Cristo.

É com grande alegria que registramos a nossa primeira passagem por esta Casa que é um verdadeiro pouso de paz e luz!

Além de agradecer o carinho com que fomos recebidos, queremos destacar aqui, nestas breves linhas, a nossa alegria e satisfação de ver uma Casa Espírita operosa e fiel aos preceitos das Doutrinas do Excelso Mestre e dos Espíritos: o amor e a caridade em suas mais amplas significações.

O ambiente espiritual de grande claridade e harmonia reflete bem o padrão vibratório emanado por seus trabalhadores (encarnados e desencarnados) e os propósitos que norteiam as suas atividades.

O frio e a chuva desta noite memorável foram ingredientes a mais que nos aproximou a todos para uma conversa edificante ao sabor de um delicioso lanche.

Fundada em 27 de outubro de 1991, o Grupo Espírita Zenóbio Miranda tem, vigorosamente, atravessado os anos evangelizando, consolando e esclarecendo corações.

É assim, quando se trabalha com e para Jesus!…

Rogamos à Maria de Nazaré e aos bons amigos espirituais que continuem a amparar os(as) queridos(as) amigos(as) e companheiros(as) do Grupo Espírita Zenóbio Miranda, de Carandaí(MG), em todas as suas atividades de promoção social e espiritual do Ser.

Agradeço também ao Irmão Antônio Rubatino, do Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla, de Belo Horizonte(MG), pelo carinhoso convite e generosidade para conosco.

A todos(as) os(as) queridos(as) confrades, um fraterno abraço!

Belo Horizonte(MG), 10 de setembro de 2015.

José Márcio

Read Full Post »

Espiritismo em gotas

"Onde estejas e por onde passes, sempre que possível, deixa algum sinal de paz e luz" (Emmanuel).

“Onde estejas e por onde passes, sempre que possível, deixa algum sinal de paz e luz para aqueles irmãos que estão vindo na retaguarda, a fim de que não se percam do rumo certo”. (Emmanuel)

O ESPIRITISMO…

… é o Consolador prometido por Jesus, que, pela voz dos seres redimidos, espalham as luzes divinas por toda a Terra, restabelecendo a verdade e levantando o véu que cobre os ensinamentos, na sua feição de Cristianismo redivivo, a fim de que os homens despertem para a era grandiosa da compreensão espiritual com o Cristo.  (Emmanuel. Fonte: O Consolador, q. 352, Francisco Cândido Xavier).

MEDIUNIDADE E EVENTOS EFÊMEROS

Ainda mesmo premido por extensas dificuldades, colocar o exercício da mediunidade acima dos eventos efêmeros e limitados que varrem constantemente os panoramas sociais e religiosos da Terra. A mediunidade nunca será talento para ser enterrado no solo do comodismo. (André Luiz. Fonte: Conduta Espírita, Waldo Vieira).

NO LAR

É no lar que descortinamos quem somos. É nos lar que escorre o verniz da bonança e da caridade que passamos sobre a face e que nos revela tal como somos aos nossos familiares. Trazemos gestos meigos e voz doce para desempenhar tarefas na vida pública, no contato com chefes de serviço e amigos, com companheiros e ideal e recém-conhecidos, mas também trazemos “pedras nas mãos” ou punhos cerrados no trato com aqueles com quem desfrutamos familiaridade. (Hammed. Fonte: Renovando Atitudes, Francisco do E. S. Neto).

Read Full Post »

A necessidade do perdão

Índice

Aproximando Pedro de Jesus, perguntou-lhe: “Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete, mas até setenta vezes sete” (Mateus, 18: 21-22).

“O […] ódio e o rancor denotam alma sem elevação, nem grandeza. O esquecimento das ofensas é próprio da alma elevada, que paira acima dos golpes que lhe possam desferir. Uma é sempre ansiosa, de sombria suscetibilidade e cheia de fel; a outra é calma, toda mansidão e caridade. […] Há, porém, duas maneiras bem diferentes de perdoar: uma, grande, nobre, verdadeiramente generosa, sem pensamento oculto, que evita, com delicadeza, ferir o amor-próprio e a suscetibilidade do adversário, ainda quando este último nenhuma justificativa possa ter; a segunda é a em que o ofendido, ou aquele que tal se julga, impõe ao outro condições humilhantes e lhe faz sentir o peso de um perdão que irrita, em vez de acalmar; se estende a mão ao ofensor, não o faz com benevolência, mas com ostentação, a fim de poder dizer a toda gente: vede como sou generoso! Nessas circunstâncias, é impossível uma reconciliação sincera de parte a parte. Não, não há aí generosidade; há apenas uma forma de satisfazer ao orgulho.”1

Vemos, assim que o perdão é, uma necessidade humana, caminho seguro da felicidade.

“Para a convenção do mundo, o perdão significa renunciar à vingança, sem que o ofendido precise olvidar plenamente a falta do seu irmão; entretanto, para o Espírito evangelizado, perdão e esquecimento devem caminhar juntos, embora prevaleça para todos os instantes da existência a necessidade de oração e vigilância.”2

1 KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Tradução de Guillon Ribeiro. 125. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2006. Cap. 10, item 4, p. 186-187.

2 XAVIER, Francisco Cândido. O Consolador. Pelo Espírito Emmanuel. 26. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. Questão 340, p. 193.

Fonte: MOURA, Marta Antunes de Oliveira (Org.). Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita: Cristianismo e Espiritismo. Orientações Espíritas e Sugestões Didático-Pedagógicas Direcionadas ao Estudo do Aspecto Religioso do Espiritismo. 1. ed. 2. imp. Brasília: FEB, 2013, p. 107.

Read Full Post »